De primeira viagem

Ela brinca com a água na hora do banho, escuto sua avó reclamar do chão molhado ao redor da bacia de plástico que já não cabe mais seu corpo de criança. Giovanna bate com as mãos ocasionando respingos por toda parte, ela esbanja felicidade quando visualisa as tres araras e o tucano, todos confeccionados em madeira adquiridos na FENEARTE. Criança que renova as nossas vidas e esclarece alguns porquês da necessidade de se permanecer com os olhos abertos pelo maximo de tempo possível. Entendo que a minha neta seguirá o seu destino após a minha morte mas tenho certeza que tudo o que ela está me ensinando retardará a chegada deste inesperado dia, sinto saudade a todo instante, tento fingir demasiadamente alguma insensibilidade, algo compreensível para os costumes da minha criação mas quando a vejo, tudo passa instantaneamente. Avô de primeira viagem tem muita história para contar e é isso que estou fazendo.



Escrito por Ricardo Moura às 03:47:16 PM
[] [envie esta mensagem] []



Otempo passará!

Hoje, com quase 62 anos, confesso que poderia ter odiado mais, certas pessoas, plageando alguém que não me lembro no momento.É uma luta para se buscar a felicidade neste mundo infestado com tanta porcaria, tantas coisas maravilhosas existem sem ser observadas com sentimento, apenas a vontade de materializar um negócio se torna imprescindível nesses dias enfadonhos e inúteis. Daqui a pouco nos tornaremos pessoas com nojo de nós mesmas, soterradas por camadas impenatráveis de todo mal, os tempos passarão e o mundo continuará com outros seres desumanos. Tentarei entender este texto!



Escrito por Ricardo Moura às 11:23:46 AM
[] [envie esta mensagem] []



O banho de alguidar

 

O banho de alguidar

Água morna no final da tarde

Dona Elza confabulava com meu corpo

O Sabão amarelo fazia deslizar suas mãos

Na minha pele cravejada pelo sarampo

A criança enxergava a mulher forte e sonhadora

Um dia conseguiria vencer na vida

E venceu bravamente a indiferença

Venceu a vida

 

 



Escrito por Ricardo Moura às 11:49:40 AM
[] [envie esta mensagem] []



O entardecer do amigo Raul....

 

O tempo de certa forma não existe quando finda a vida

O tempo existe apenas quando a vida finda era demais amiga

Exprimo as lágrimas das pessoas que o amavam com sinceridade

O esplendor das suas lembranças nunca se apagará

Eu entendo que a simplicidade de suas ações o fez imenso

Intenso nas emoções que implicava na reciprocidade humana

Sempre considerei as suas explanações e indagações

Como Lorde, imitava a matemática que calculava o amor

E distribuía sempre uma flor às intransigências

Seu nome Raul devolve ao luar o instinto de calmaria

 

No entardecer de uma longa caminhada que se tornou infinita.



Escrito por Ricardo Moura às 09:36:32 AM
[] [envie esta mensagem] []



 

Tudo nunca é em vão!

Passei minha vida sonhando, esperando que nada tivesse fim, tenho absoluta certeza que este sentimento era de uma pureza infinita.Lembro de todos os pormenores que construiram e comtribuiram com a minha personalidade; O afeto da minha doce mãe, a rigidez do meu pai e a criação de um mundo perfeito na minha mente me transformaram num ser emocional.Compreendo hoje que tudo desaparece mas fica a lembrança de inúmeros momentos que gravamos para sempre.Perdi minha mãe, coisa que já imaginava quando criança que um dia aconteceria, mas sempre implorava a Deus para nunca nos separar, com certeza foi a pessoa que mais me amou, mais me ajudou com ensinamentos que guardarei enquanto existir.Éramos confidentes e coniventes, com olhares que conversavam sem palavras e sem gestos aparentes, defendia com classe os seus interesses, nobre no falar e altiva nas decisões tomadas de modo a garantir a união da família.Ela adorava algumas pessoas, como no caso do meu avô Sebastião que o tinha como um segundo pai, descobri tarde demais que sonhava em conhecer Campina Grande, coisas de infância quando seu tio Oscar fazia compras para um comercio em Limoeiro.O amor verdadeiro nunca se acaba, imaginem o de Dona Elza...



Escrito por Ricardo Moura às 03:54:24 PM
[] [envie esta mensagem] []



A sinfonia dos penicos!

As noites se arrastavam embaladas por sons, sabores e imagens as mais variadas.O penico de ágata se esmerilhava no chão de tijolinhos batidos e rejuntados com argamassa, onde no vazio do escuro os esguichos de urina participavam da orquestração da sinfonia noturna.O final dos anos 50 e inicio dos 60 são cúmplices dessa intimidade que acontecia em todas as casas do agreste Pernambucano.Ao adquirir um penico de porcelana inglesa pude refletir sobre toda essa recordação das noites que passava no sítio dos meus avós em Limoeiro.



Escrito por Ricardo Moura às 06:57:37 PM
[] [envie esta mensagem] []



 

Reverências a uma santa!

Por incrível que possa parecer, não encontro palávras para comentar a morte da minha mãe.Uma das únicas coisas que me lembro foi a vontade de querer ser Deus para poder ressucitar a sua vida, da mesma forma que aconteceu com Lázaro numa das fortes histórias do cristianismo.Dizem que o tempo apaga todo o sofrimento da perda, na verdade isso pode e deve acontecer, mas algo é muito marcante para mim; jamais aceitarei a sua partida, com certeza jamais aceitarei, principalmente por ter sido o ser humano que foi, por ter me amado, por ter ignorado as adversidades e ter construído um mundo que nos protegia com a sua forma de falar protetora.Poderia a partir de agora ser uma santa aqui na terra, é desta forma que a reverenciarei até meu último momento.



Escrito por Ricardo Moura às 01:48:42 PM
[] [envie esta mensagem] []



Como minha mãe, preciso ser!

 

Eu deveria ter implorado mais a Deus pela sua vida

Deveria ter largado tudo para ficar mais tempo com ela

Deveria ter acompanhado os seus remédios mais de perto

Deveria ter ligado mais para o seu telefone celular

Poderia ter lhe amado mais

Queria ter me acordado mais a noite para observar o seu sono

Poderia ter lhe chmado de mamãe ao invés de mãe

Eu deveria ter tido mais força de vontade para lhe visitar todos os dias

Deveria ter lhe ouvido mais

Aprendido mais com ela

Elione possui a paciência da minha mãe 

Quem sabe comece a aprender a partir de agora

Para chegar perto de Deus é necessário ter sabedoria

Preciso ter esta consciencia

Preciso estudar para ser com ela foi.

 



Escrito por Ricardo Moura às 09:53:21 AM
[] [envie esta mensagem] []



 

 

Maria Elza!

Uma mulher justa e firme em seus propósitos, sem esperar nenhuma recompensa pelo mérito da sua virtude. Não há consequencia sem uma verdadeira causa. Ela se tornou uma Heroína pela sua garra em manter o amor e a união da família.

 



Escrito por Ricardo Moura às 01:53:38 PM
[] [envie esta mensagem] []



 

Bebê, Bito ou Bibito?

Seus olhos me seguiam e o seu olhar me fazia pensar nas inúmeras palavras projetadas para bem além da retina.Com certeza estava querendo dizer alguma coisa, queria talvez se despedir de alguém em quem confiava completamente.Eu entendia os seus pensamentos, eu gostava dele, mesmo sem demostrar o bastante, depois de alguns anos pude perceber o porque de tanto apego dispensado pelo meu pai a esta criatura.A perda deve ter sido bem maior para minha mãe que conviveu por mais de dez anos, que se acostumou com aquela presença que preenchia todos os espaços.Eu sei que nada é para sempre mas a vida demonstra através de fatos tão marcantes que tudo o que se apresenta diante de nós, em determinado momento se transforma em saudade.Eu achava ridículo um grandalhão como seu Severino chamar um cachorro de "bibito", mas naquele ímpeto que não nos permite dar o braço a torcer, consegui soletrar a palavra "bito", somente duas sílabas talvez não chamasse tanta atenção.Gostar sem demonstrar é algo tão cruel que transforma a partida em um sentimento parecido com o arrependimento, não somente pelo fato da paixão escondida mas também por não ter conseguido coragem para dizer que a sua presença me fazia bem, e eu tenho absoluta convicção que o "bito" compreendia tudo isso.



Escrito por Ricardo Moura às 10:58:29 PM
[] [envie esta mensagem] []



 

Sentimentos que também morreram !

Estou continuando aquele texto que minha filha falou que ficou bonito. Prosseguindo o 'continua' que encerra a última frase, tentarei restabelecer toda a emoção que me inspirou a comentar a morte da minha prima Eliane, numa noite onde tudo parecia bastante normal. Tudo o que escrevemos se torna documento para o futuro analisar e definir algumas atitudes, que chegam a envolver até mesmo o mesquinho poder que tem a religião de interferir nos rumos de determinadas vontades que simplesmente buscam preservar uma identidade de vida.Pelo simples fato de seguir uma doutrina, a lembrança fica jogada na lama, despejada nos ralos da insensatez.Ninguém poderá subjugar a memória de quem quer que seja, principalmente sendo um parente que de fato deu a sua vida pela prole. Muitos com certeza não entenderam nada até agora, mas vou começar a esmiuçar o que na verdade estou querendo dizer. Faltando alguns meses para completar dois anos de falecimento, nada mais comum para uma família Brasileira, a simples convenção de alguns ritos populares que remete cada indivíduo ao elegante sentimento da missão cumprida com um ente querido.Pois é, a retirada dos ossos da minha querida prima está enfrentando um determinado constrangimento, pois no momento não existe nenhuma expectativa que sinalize a intenção por parte de alguns familiares para a preservação dos restos mortais de um ícone que lutou uma luta que acompanhei bem de perto. Existe algo na vida que sempre estimula a vontade de viver, chamamos de devoção o que eu, mesmo um pouco distante de tudo, tento transmitir para os mais próximos de alguém que para mim se transformou numa grande imagem.



Escrito por Ricardo Moura às 06:12:11 PM
[] [envie esta mensagem] []



 

FALTAVA VERGONHA EM NOSSO POVO!

O que mais escutei esta semana foi a brilhante frase; "Porque estão fazendo tantos protestos pelo Brasil afora ? - não existe pauta que esclareça aos Brasileiros e ao mundo os motivos das manifestações", como se ninguem soubesse o que estava sendo reclamado.Enumerar os motivos seria ate mesmo uma afronta a tantas mágoas escondidas pela população a mais de sessenta anos, tantos sofrimentos com a falta de perspectiva para uma juventude esquecida no tempo e carente do afeto de uma nação que nega sua cidadania ao interromper sua vontade de estudar, trocando a cultura por chefes que acabam com seus sonhos, interrompendo a sua felicidade com um filho enfermo sem assistência nenhuma.É desafiador este momento de clamor ao mundo, já disseram que existe uma conspiração internaçional, falavam isso quando eu tinha seis anos de idade.Fico em casa pensando que tambem sou um revoltado e que deveria está nas ruas gritando pela urgente melhoria na saúde pois meu Pai morreu por culpa desta vergonha pública que assola esta nação.Porque não cortar salários exorbitantes para quem não faz nada e começar a valorizar a classe trabalhadora de verdade, o que na verdade esta faltando é mais respeito por tudo.



Escrito por Ricardo Moura às 05:51:05 PM
[] [envie esta mensagem] []



Analogia de duas vidas!


Santa Rita nasceu em um lugarejo chamado Cássia na Itália...
Eliane nasceu numa humilde habitação num pobre bairro do Recife...
As duas já devem ter se encontrado e comentado sobre as suas vidas...
A primeira viveu na amargura com um marido bebedor, mulherengo e abusador enquanto ela mantinha sua mansidão, obediência e boas maneiras. Acreditava que era melhor salvar a alma do que viver por muito tempo. Viveu até os 76 anos.
A segunda seguiu a essência de uma santa, nunca se deixou vencer pela tristeza e pelo sofrimento, sempre meditava nos insultos, nos desprezos, nas ingratidões que sofreu em seu caminho.Viveu pouco mais de 50 anos.



Escrito por Ricardo Moura às 11:19:11 AM
[] [envie esta mensagem] []



A malha fina da natureza

Hoje é feriado e durante a tarde muita coisa aconteceu enquanto eu tirava um cochilo para recuperar as energias. O telefone tocou trazendo a notícia da morte de um amigo que deixará muitas saudades pois se tratava de uma dessas raridades de homens que não se encontram mais com facilidade por aí, e eu gostava muito do seu jeito de ser.Era professor de matemática, engenheiro agrônomo e principalmente preocupado com as pessoas ao seu redor, dizia que resolveu cuidar da saúde tarde de mais, passou a vida trabalhando e esqueceu que era feito de carne e osso. Nada disso que falei é motivo para justificar uma morte tão prematura de uma pessoa aos sessenta e poucos anos, nada é suficiente para tornar este momento uma grande obra do destino humano, pelo contrário...Apesar de imensa literatura exemplificando a nossa passagem nesta terra, não vejo tanta grandiosidade nesta mudança de dimensão física que observamos nos nossos entes queridos. Certamente eu tenho valores fixados na preservação dos que amamos para a eternidade e não me consolo com certas palávras que tentam me convencer do contrário. Os Deuses se encarregarão da alma de Cristóvão que neste momento passa a viver mais intensamente no meio daqueles que o admiravam.



Escrito por Ricardo Moura às 08:25:12 PM
[] [envie esta mensagem] []



 

Uma lagartixa na família !

Estou pensando em algo para escrever quando lembro do texto do Fred Cruz que comenta sobre o seu tempo de criança onde volta e meia conseguia laçar uma lagartixa com as nervuras de folhas de coqueiro. O texto é interessante mas não é sobre a dissertação emblemática que quero fazer delongas mas sim sobre um fato exemplar que me deixou de certa forma com orgulho do meu saudoso pai, certa vez ao visita-lo percebi no quintal de casa algumas dessas representações pré históricas passeando calmamente no chão, no mesmo instante investi num ataque sorrateiro com o intuito de eliminar o suposto inimigo. Muito me surpreendeu quando seu Severino falou; - deixe a bichinha pois ela mora aqui, me senti um verdadeiro parente próximo daqueles seres tão presentes nas vidas de todos nós.



Escrito por Ricardo Moura às 10:32:11 PM
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Homem, Portuguese, Arte e cultura, Livros


Histórico
Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
Antiquários
Porcelana Brasil
Salão de arte
Arte livros
Christies
Blog da Retrô
Caminho dos Antiquários
Moedas
Moedas Antigas
Marcas de Porcelana
Pottery Marks
Marcas porcelana Chinesa/Japonesa
Porcelana Kraak Chinesa
Leilão de Antiguidades
Ernani Leilões
Porcelana Ming
Delícia Cupcakes Brasil
Ponto de arte
Porcelana Chinesa azul e branca
Porcelana antiga
Porcelana naufrágios
Antonio Ricardo de Moura
Facebook